Compartilhe no Facebook

O Que é Uma Igreja em Células?





O nome célula é usado em virtude de seu crescimento ser similar ao das células de um corpo humano em crescimento. Uma criança cresce pela multiplicação constante das células de seu corpo. A falta de crescimento indica que alguma coisa está errada e necessita de correção. Assim uma Igreja também deve ter crescimento pela multiplicação rápida de suas células e só parar de crescer quando estiver madura e pronta para as bodas do Cordeiro, no arrebatamento.

Igrejas com células e Igrejas em células

Há uma diferença muito grande entre uma Igreja com células e uma Igreja em células. Uma Igreja não pode misturar os padrões tradicionais da vida da Igreja com as estruturas de grupos celulares e ser bem sucedida.

A Igreja com células tem seus pequenos grupos como mais um programa, mais uma atividade interessante para incentivar o evangelismo e dar funções e cargos às pessoas. As células nessas Igrejas não têm a prioridade, e os ministérios não fluem das células, nem há um compromisso sério com elas. Muitas vezes os líderes são dispensados das células para exercerem com "mais eficiência" outras "atividades". Essa Igreja continua com seus programas de entretenimento para os seus membros e os de outras Igrejas.

Uma Igreja em células passou por uma reforma radical em toda a sua teologia e estrutura, e baseia nos pequeno grupos o foco central de sua vida e alcance evangelísticos. As células se constituem prioridade sobre programas e ministérios. O louvor dos cultos de celebração são conduzidos pelas lideranças celulares. É nas células que as pessoas são atendidas em suas necessidades físicas e espirituais, necessitados recebem beneficência, os feridos e traumatizados a cura, os laços conjugais são restaurados. Os programas de entretenimento dão lugar à campanhas de evangelismo pessoal e eventos de colheita de almas preciosas.


1. O que não são células:
Não são cópias de cultos:- Não é mais um culto realizado nas casas dos irmãos, onde uma ou duas pessoas dirigem tudo e as demais ouvem passivamente. Nas Igrejas modernas apenas um pequeno grupo de no máximo 10 a 15% desempenham todas as tarefas, nada sobrando para os demais.

Não são "Koinonites", ou reuniões de clubes fechados onde os membros perdem a visão da Grande Comissão:- "Ide (ou indo) por todo o mundo, pregai o evangelho a toda a criatura", do ganhar almas para o reino de Deus, procurando apenas a "edificação e comunhão próprias". Muitas vezes procuram só se aprofundar na palavra, como fazem as "organizações de treinamento", tais quais "tatus" se aprofundam e somem na terra, como diz o Pr. Roberto Lay.

Não são "igrejinhas", competindo com os outros grupos, "roubando-lhes" os membros, e chegando o momento de se subdividir para a multiplicação do corpo de Cristo, recusam-se alegando vários motivos.

Não são mais um programa da igreja. São a vida da própria Igreja ganhando almas lá onde elas estão.

2. O que são células:
• São os pequenos grupos se reunindo, nos lares principalmente ou em outros lugares pré-determinados, onde o líder é o que serve coordenando (facilitando) os trabalhos, que contam com a participação de todos.

FONTE: http://www.montesiao.pro.br/estudos/visao/oque_igrejacelula.html